domingo, 27 de janeiro de 2013

Dia 227 a 255 - Palestra com a psicóloga e os monstros do ármário do gordinho

A palestra com a  nutricionista (dia 227) foi sobre comer bem, para se preparar para a vida nova. Era sobre o que nós estamos cansados de saber, verduras, frutas e legumes são do bem, açucar e carboidratos coma pouquinho, beba água, manere na carne, evite gorduras e faça o baniento do seu amado refri. Então pularemos ao dia 255 (06/07).

Vou contar uma coisa. Na consulta a psicóloga num ajudou em nada. Mas  na palestra eles nos alertam sobre as compulsões que podemos desenvolver em decorrência da cirurgia bariátrica.

Pense bem. A comida é um aporte emocional para quem é obeso.Por mais que você não seja compulsivo( o clássico comer muito, muito rápido, até nçao aguentar mais e querer se esconder debaixo da cama de vergonha depois) se você exagera na comida e se vê sem poder comer quase nada das besteiras que comia por um tempo, você tende a exagerar com um outro hábito:

  • Comprar demais;
  • Se exercitar demais;
  • Se tornar ninfomaníaco;
  • Se tornar dependende de drogas ou alcool.
  • Se tornar jogador compulsivo.
Além dos clássicos anorexia, bulimia e a própria compulsão alimentar.

Ou seja, antes de achar que a cirurgia vai resolver a sua vida, saiba que ela é uma ótima ferramenta de reeducação alimetar, mas não é milagreira. Uma vez sem a comida e a obesidade mascarando seus sentimentos e frustrações, há todo um mundo de sentimentos que vai se revelar e que você terá de enfrentar.

Ai eu fiquei feliz de ter começado a terapia. Eu queria alguém para me ajudar com esses sentimentos estranhos, que eu reprimi durante anos debaixo da obesidade e que quando saiam faziam um estrago dos bons. Dá trabalho ir  todas as sextas de manhã na psicoterapeuta, mas eu me sinto cada vez mais conhecedora desses monstrinhos no ármario da gordinha...


Nenhum comentário:

Postar um comentário